PERSPECTIVAS DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL E A ADESÃO AO MODO CICLOVIÁRIO
PDF

Palavras-chave

Bicicleta. Mobilidade Urbana Sustentável. Sustentabilidade

Como Citar

Diógenes, K. C. A., Araujo, M. A. F. de, Tassigny, M. M., & Bizarria, F. P. de A. (2017). PERSPECTIVAS DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL E A ADESÃO AO MODO CICLOVIÁRIO. Revista De Gestão Social E Ambiental, 11(1), 21–37. https://doi.org/10.24857/rgsa.v11i1.1243

Resumo

Diante dos conceitos de Mobilidade Urbana Sustentável, busca-se caracterizar a bicicleta como meio de transporte, na direção de constituir perfil dos sujeitos usuários e levantar desafios à disseminação desse veículo como alternativa viável de locomoção. Para tanto, realizou-se pesquisa descritiva, com amparo na abordagem qualitativa por meio da análise de conteúdo e quantitativa, com suporte em estatística descritiva e Análise de Cluster. Para análise, utilizou-se dados de 144 participantes, coletados por meio de questionário com perguntas fechadas e abertas. Identificou-se a formação de dois clusters, sendo que o cluster 2 indica maior percentual de jovens, de ambos os sexos, adeptos à bicicleta, o que evidencia maior conscientização desse público sobre questões socioambientais, em virtude da difusão da temática nos últimos anos. Ainda quanto aos resultados, identificou-se os seguintes empecilhos à adesão: o comportamento dos motoristas (27%); a falta de infraestrutura (25%) e a violência urbana (17%) foram os mais citados. Considera-se que a análise por cluster, numa abordagem compreensiva, contribui para a elaboração de políticas públicas para a Mobilidade Urbana Sustentável que considere a segmentação dos usuários, de forma que se projete ações mais aderentes à cada perfil, ou maior sensibilização com amparo nos valores presentes em cada cluster.
https://doi.org/10.24857/rgsa.v11i1.1243
PDF
• O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do artigo na revista; • O(s) autor(es) garante(m) que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s); • A revista não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es); • É reservado aos editores o direito de proceder ajustes textuais e de adequação do artigos às normas da publicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...